Carlos Gustavo Yoda

jornalista = comunicador de redes

Televisão de olho puxado

Na certeza de que “um dos subprodutos mais importantes da TV digital é a televisão no celular”, o presidente da Semp Toshiba, Afonso Antônio Hennel, disse em entrevista à Agência Estado que voltará a fabricar celulares no Brasil.

A Semp Toshiba aproveita a chegada da TV digital e investe perto US$ 50 milhões numa fábrica de celulares na Zona Franca de Manaus (AM). Após quase 15 anos afastada da produção de celulares, a companhia, que é uma joint venture entre a brasileira Semp (60%) e a japonesa Toshiba (40%), decidiu voltar para o mercado.

Hennel conta que em 1993, a companhia desistiu de produzir celular porque optou por centrar esforços na área de entretenimento, isto é, na produção de aparelhos de áudio e vídeo. Agora, com a convergência tecnológica e o início das transmissões da TV digital no dia 2 de dezembro, na Grande São Paulo, a fabricação de celular ganha importância.

“Somos líderes na produção de TVs e queremos ficar em pé de igualdade com os concorrentes”, diz Hennel.

Sem Receptor
As transmissões da TV Digital começam no próximo dia 2 de dezembro, mas até agora não há consenso quanto à fabricação dos aparelhos de recpção do sinal aberto digitalizado. O Jornal de Brasília lembrou em reportagem que, mesmo às vésperas do lançamento, os televisores LCD não possuem o sintonizador embutido para captação do sinal. O telespectador que dispõe do televisor de alta definição deve comprar o aparelho receptor (set top box), que converte o sinal analógico em digital. Como as transmissões analógicas estarão no ar até 2016, quem utiliza o televisor convencional não será impedido de assistir à programação das emissoras.

Em destaque no Terra, a Semp Toshiba apresentou dois modelos de conversores de TV digital, que serão lançados no próximo dia 26. As versões são para TV convencional (DC 2007) e alta definição (DC 2008) terão preços sugeridos de R$ 800 e R$ 1,1 mil, bem acima dos R$ 200 pretendidos pelo governo.

Segundo o presidente da Semp Toshiba, os aparelhos são caros porque têm tecnologia própria e usam chips lançados há pouco tempo. Hennel acredita que os preços vão cair quando os aparelhos começarem a ser produzidos na zona franca de Manaus, o que deve acontecer dentro de três meses.

A Semp Toshiba deseja conquistar 20% dos primeiros clientes de equipamentos para TV digital, com mercado estimado de R$ 1,2 bilhão e 1,5 milhão de consumidores. O diretor de vendas, Luiz Freitas, disse que os principais compradores serão os mesmos que adquiriram equipamentos de LCD nos últimos meses, e que pretendem melhorar a capacidade da imagem.

As versões lançadas nos próximos dias ainda serão compatíveis com o Ginga, software desenvolvido no Brasil para proporcionar interatividade pela TV Digital. Os aparelhos compatíveis devem chegar ao mercado no início de 2008.

Em breve, fabricantes como Philips, Gradiente, Positivo, Sony, Panasonic, Samsung e LG também vão apresentar seus modelos de set-top boxes. As primeiras transmissões vão acontecer no dia 2 de dezembro, na cidade de São Paulo. As cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte devem começar a receber o sinal de TV Digital aberta no ano que vem.

No comments yet»

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: